A Igreja da Santa Cruz dos Militares… na rua Direita

A atual Igreja da Santa Cruz dos Militares começou a ser construída por volta de 1770, quando foi lançada a sua pedra fundamental. Em 28 de setembro de 1811 o novo templo foi sagrado com missa solene, na qual compareceu o Príncipe Regente D. João VI, que na ocasião recebeu o título de seu Protetor.

Em 15 de abril de 1923, a Igreja da Santa Cruz dos Militares foi incorporada à Sacrossanta Basí lica do Vaticano, em Roma. A união do templo da ISCM à Basí lica do Vaticano representa uma grande conquista para a Irmandade na medida em que a partir da agregação são concedidas à Igreja todas as indulgências e graças espirituais conferidas a mesma Sacrossanta Basílica.

De modo que, orar na igreja da ISCM é como se o fiel estivesse fazendo suas orações na própria Basí lica, em Roma.

A Igreja foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no ano de 1938. O prédio histórico foi  registrado como bem cultural tombado em 22 de julho de 1938, respectivamente no Livro do Tombo das Belas Artes, volume I, inscrição nº 192, folha 33 e no Livro do Tombo Histórico, volume I, inscrição nº 89, folha 16.

Acredita-se, desta forma, que a pesquisa sobre a Igreja da Santa Cruz dos Militares e a decorrente publicação de um livro sobre esta seja um importante fazer cultural, relevante não somente para a cidade do Rio de Janeiro, como para o público brasileiro e estrangeiro interessado.

ISCM2-01-01